quinta-feira, 26 de maio de 2011

Dilma critica e condena kit anti-homofobia

"Não aceito propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas", disse


 "Não aceito propaganda de opções sexuais. 
Não podemos intervir na vida privada das pessoas", disse


A presidente Dilma Rousseff criticou e condenou nesta quinta-feira, 26, o kit anti-homofobia que estava sendo preparado pelo Ministério da Educação (MEC) para distribuição nas escolas.

"Não aceito propaganda de opções sexuais. Não podemos intervir na vida privada das pessoas", disse, em cerimônia no Palácio do Planalto. Ela confirmou ter assistido a um dos vídeos e disse que não gostou do seu conteúdo. A presidente afirmou que o governo defende a educação e a luta contra práticas homofóbicas.

O ministério suspendeu a distribuição do kit após a bancada evangélica ameaçar endossar o pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, sobre quem pairam dúvidas sobre a evolução patrimonial.
 

terça-feira, 24 de maio de 2011

REDENÇÃO Ministro inaugura Unilab

NOVA SEDE da universidade no Município de Redenção tem data de inauguração que coincide com o Dia da África. Ministro Fernando Hadad profere aula magna
FOTO: DIVULGAÇÃO








Como a segunda universidade federal no Ceará, a Unilab une o Brasil de países africanos de língua portuguesa


Fortaleza A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) inicia suas atividades letivas amanhã, com aula magna proferida pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, a partir das 10 horas, no campus da Liberdade, em Redenção.

A solenidade será presidida pelo reitor, Paulo Speller, e contará, ainda, com as presenças do governador, Cid Gomes, de secretários, representantes dos Municípios do Maciço de Baturité, de instituições nacionais e internacionais, além da comunidade acadêmica.

"Temos matriculados 360 estudantes. Destes, 180 iniciam as aulas neste trimestre. O restante, somente no segundo trimestre, que inicia em agosto", informou o reitor. Com a proposta de aproximar ainda mais o Brasil dos países africanos de língua portuguesa, por meio de cooperação, a universidade receberá, na sua primeira turma, 39 estrangeiros e 141 brasileiros, nos cursos de Agronomia, Administração Pública, Enfermagem, Engenharia de Energia e Licenciatura em Ciências da Natureza e da Matemática. "O curso de Enfermagem foi o mais procurado pelos estudantes", complementou ele.

Junto ao período letivo, a Unilab, segunda universidade federal no Ceará, inaugura também o seu primeiro campus, Liberdade. O quadro de professores, conforme afirmou Speller, já está preparado para receber os estudantes. São 16 professores do quadro regular, admitidos por meio de concurso público e cinco professores visitantes, em modalidade temporária. "Temos um grupo de pesquisadores da Funcap (Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico) também disponível para a universidade. Dois ou três já estão engajados", informou o reitor.

Comemoração
A data para início das atividades da Unilab foi devidamente pensada. 25 de maio é a data em que, simbolicamente, se comemora o Dia da África, data alusiva à proclamação da Organização da Unidade Africana (OUA). Além disso, 2011 foi consagrado o Ano Internacional dos Afrodescendentes, pela Resolução da Assembleia Geral das Nações Unidas 64/169 de 18 de Dezembro de 2009.

A manhã será encerrada com o festejo do Maracatu Batuque Odara - Fé e Alegria. Complementando o início letivo, a comunidade universitária participará, até o próximo dia 28 de maio, do circuito cultural de inauguração da Unilab, com atividades formativas (palestras, rodas de conversa etc), socioculturais (música, dança, poesia, exposições etc), socioesportivas, entre outras. Serão quatro dias de integração da comunidade universitária.

A Unilab será composta por dois campus: da Liberdade e das Auroras. Este último, em construção, abrigará os estudantes. O primeiro foi doado pela Prefeitura de Redenção e possui, na sua infraestrutura, "tudo que uma universidade precisa para o início das aulas", conforme afirmou Paulo Speller. Salas de aulas, de professores, biblioteca, almoxarifado, entre outros ambientes.

Dos 180 alunos da primeira turma, 77 destes serão beneficiados com a Bolsa Moradia. Enquanto o campus das Auroras não estiver pronto, os estudantes receberão auxílio para pagar aluguel, em Redenção. São 39 estrangeiros e 38 brasileiros, vindos de várias regiões do País.

Criação
Criada com a finalidade de ratificar a integração internacional com os países do Hemisfério Sul, a consolidação da Universidade se deu em 20 de julho de 2010, quando o então presidente, Luis Inácio Lula da Silva, sancionou a lei nº 12.289, instituindo a Unilab como Universidade Pública Federal. Em parceria com sete países africanos e asiáticos, membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) - Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor Leste, além de Portugal -, a Universidade será um centro de referência e integração de conhecimento.

Emanuelle Lobo
Repórter

MAIS INFORMAÇÕES
Unilab -
Avenida da Abolição, 3 - Centro
Município de Redenção (CE)
Telefone: (85) 3332.1568

Fonte: http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=985733

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Edital Completo e Complementar da Gincana Africanidade 2011 Eliezer


EDITAL DA GINCANA AFRICANIDADE – 2011

       OBJETIVO GERAL
       Conhecer as diversidades culturais, sócio-espaciais, materiais e imateriais do Continente Africano.
       OBJETIVOS ESPECÍFICOS
       Estimular a pesquisa sobre o Continente Africano e sua diversidade;
       Incitar nos estudantes atitudes autônomas na construção do saber a partir da pesquisa;
       Propiciar o trabalho em grupo, desenvolvendo habilidades, tais como: cooperação, respeito, liderança, responsabilidade, compromisso, etc.
TRABALHOS
       Cada turma que representará uma equipe ficará com 2 (duas) tarefas da gincana para trabalhar e apresentar seus resultados durante o período da culminância do evento.
                Contudo, esse número de tarefas poderá ser alterado, nos casos em que o número total de tarefas dificulte essa distribuição.
                Ocorrendo isso, os organizadores poderão diminuir ou aumentar o número de tarefas para determinada turma de alunos.
CULMINÂNCIA
       Culminância – É o resultado de um Trabalho realizado por uma ou mais pessoas.
       Nossa Culminância ocupará, a princípio, três dias (15, 16 e 17 de junho/2011), mas poderá ser acrescentado mais um dia para a apresentação das atividades que foram propostas no Projeto.
       O horário das apresentações está previsto para às 17:30.
As Tarefas são:
       I - Organização de uma torcida uniformizada;
       II - Grito de guerra;
       III - Ornamentação de um espaço;
       IV - Desfilar com a bandeira;
       V - Desfile do vestuário;
       VI - Danças (coreografia);
       VII – Paródia;
       VIII – Telejornal;
       IX - Teatro;
       X – Barraca;
       XI – Mesa Redonda;
       XII - Jogo de Desafios;
       XIII – Testemunho de Representantes dos Quilombolas de Caucaia e/ou dos Movimentos Negros do Estado do Ceará;
       XIV – Apresentação da Religiosidade dos Países Africanos escolhidos;
       XV – Apresentação do Garoto e da Garota Africanidades, de acordo com o país pesquisado.

4.1. Organização de uma torcida uniformizada em conformidade com a nação representada pela equipe. A turma responsável pela execução dessa tarefa tem o papel de criar, escolher e confeccionar o melhor uniforme (alegoria) padronizado de acordo com a vontade da maioria da equipe que ela representa.
A organização tem como critério a simetria dos movimentos na coreografia, o cumprimento dos comandos dos organizadores das torcidas e dos apresentadores do evento; (Arte e Área de Humanas

4.2. Criação de grito de guerra com uso de apitos, instrumentos sonoros (tambores, berimbau, triângulo, etc..), adornos, preferencialmente se estes estiverem ligados à cultura daquele povo pesquisado.
       O grito de guerra não poderá em nenhuma hipótese fazer apologia (incentivar e/ou defender) a violência, o preconceito, a intolerância religiosa e a imoralidade.
       A turma responsável tem a função de conseguir que a totalidade dos membros de sua equipe participe ativamente dos momentos do grito de guerra.
       O uso de sinalizadores e/ou algum tipo artefato para efeitos especiais, como espetáculos pirotécnicos, dependerá de apresentação e autorização destes recursos por parte da Comissão Organizadora. É terminantemente, proibido o uso de produtos inflamáveis e/ou similares e quaisquer outros produtos que possam comprometer a integridade física dos alunos, professores e convidados. O julgamento sobre esse comprometimento da integridade física será feito pela comissão organizadora. (Arte e Área de Humanas).

4.3. Ornamentação de um espaço escolhido pela Comissão Organizadora e separado, exclusivamente, para cada equipe dentro da escola.
       O espaço da ornamentação será distribuído a partir de um sorteio entre as três equipes e/ou se houver entendimento das equipes, poderá ser acordado entre as equipes.
       Poderá ser um mural pintado ou painéis em pano, ou outros materiais com imagens (fotos), mapa com localização e frases que retratem o país; (Linguagens e códigos, Artes e Humanas)

4.4. Confeccionar e desfilar com a bandeira do país pesquisado. Podendo haver inovações, como uma coreografia.
Tempo máximo de 5min; (Artes e Humanas)

4.5. Desfile apresentando o vestuário da região (país) estudado (a).
Tempo máximo de 5min; (Artes e Humanas)

4.6. Apresentação de danças (coreografia) típica dos países escolhidos; (Artes, Ed. Física e Humanas)
         Tempo máximo 5min.

4.7.Criação de uma paródia defendendo o tema da gincana; (Linguagens e Códigos)
Tempo máximo 5min.
4.8. Apresentação de um telejornal, abordando assuntos referentes a política, a economia, a sociedade, a cultura que sejam mais atuaias, incluindo notícias sobre “crise dos alimentos” no referido país. (Linguagens e Códigos e Humanas).
Observação:
O telejornal tem que fazer chamadas no telão aos seus emissários e com cenas das reportagens. Sem erros na transmissão e/ou realizar links ao vivo.
                            Tempo máximo 10min.

4.9. Peça de teatro sobre as realidades peculiares na nação e suas tradições, folclore e/ou História.  Tempo máximo 15min. (História)
         As falas dos atores poderão ser feitas com o recurso dos microfones portáteis devidamente acoplados.

4.10. Organização de uma barraca com comidas típicas de cada país pesquisado, que se encontrará no espaço reservado para cada equipe; (Todas as Ciências)
       Obs.: A comida típica dos países são apenas amostragens.  As barracas venderão outros pratos para os visitantes.

4.11. Mesa Redonda – Vai ser emitido um edital complementar sobre a tarefa de Mesa Redonda.

4.12. Jogo de Desafios - Vai ser emitido um edital complementar sobre a tarefa de Mesa Redonda.
         com explanações de cunho histórico, geográfico, filosófico e sociológico. (História e atualidades, Costumes, Política, Espaço geográfico, Clima, Relevo, população, indústria, agricultura ou pecuária, etc.).

4.13.  – Testemunho de Representantes Quilombolas de Caucaia e/ou Representantes dos Movimentos Negros do Ceará.
Cada equipe deverá trazer um representante que façam um breve testemunho de sua experiência.
4.14. – Apresentação da Religiosidade dos países pesquisados.

4.15. – Apresentação do Garoto e da Garota africanidades.

AS PONTUAÇÕES E NOTAS
Em geral, as tarefas terão seus pontos e notas apurados numa escala que vai de 6 a 10.

As tarefas que são apresentadas mais de uma vez durante a gincana terão suas notas e pontos apurados a partir de uma média aritmética.

Tanto a Mesa Redonda, quanto a tarefa do Desafio terão seus pontos e notas apurados com os critérios de primeiro lugar: 10 pontos, segundo lugar: 8 pontos e o terceiro lugar com 6 pontos.
 
RESUMO DO EDITAL AFRICANIDADES 2011

1.   DA COMISSÃO ORGANIZADORA:
É composta pelos professores da área de Humanas.
2.   TRABALHOS
Cada sala/turma que representará uma equipe ficará com 2 (duas) tarefas da gincana para trabalhar e apresentar seus resultados durante o período da culminância do evento.
Contudo, esse número de tarefas poderá ser alterado, nos casos em que o número total de tarefas dificulte essa distribuição.
Ocorrendo isso, os organizadores poderão diminuir ou aumentar o número de tarefas para determinada turma de alunos.
2.1.     Lista das Tarefas:
I - Grito de guerra;
II - Organização de uma torcida uniformizada;
III - Ornamentação de um espaço;
IV - Desfilar com a bandeira;
V - Desfile do vestuário;
VI - Danças (coreografia);
VII – Paródia;
VIII – Telejornal;
IX - Teatro;
X – Barraca;
XI – Mesa Redonda;
XII - Jogo de Desafios;
XIII – Testemunho de Representantes dos Quilombolas de Caucaia e/ou dos Movimentos Negros do Estado do Ceará;
XIV – Apresentação da Religiosidade dos Países Africanos escolhidos;
XV – Apresentação do Garoto e da Garota Africanidades, de acordo com o país pesquisado.
XVI – Elaboração de um Vídeo sobre a nação pesquisada.
2.2. ESPECIFICAÇÕES DAS TAREFAS:
2.2.1. Criação de grito de guerra com uso de apitos, instrumentos sonoros (tambores, berimbau, triângulo, etc..), adornos, preferencialmente se estes estiverem LIGADOS À CULTURA DAQUELE POVO PESQUISADO.
       O grito de guerra não poderá em nenhuma hipótese fazer apologia (incentivar e/ou defender) a violência, o preconceito, a intolerância religiosa e a imoralidade.
       As palavras de ordem devem trazer elementos da cultura da nação pesquisada: Expressões populares daquele país, elementos que caracterizam a nação.
       A turma responsável tem a função de conseguir com que a totalidade dos membros de sua equipe participe ativamente dos momentos do grito de guerra.
       O uso de sinalizadores e/ou algum tipo artefato para efeitos especiais, como espetáculos pirotécnicos, dependerá de apresentação e autorização destes recursos por parte da Comissão Organizadora. É terminantemente, proibido o uso de produtos inflamáveis e/ou similares e quaisquer outros produtos que possam comprometer a integridade física dos alunos, professores e convidados. O julgamento sobre esse comprometimento da integridade física será feito pela comissão organizadora.
       O grito de Guerra é chamado antes da Torcida Organizada.
(Arte e Área de Humanas).
Tempo máximo: (30seg.)


2.2.1. Organização de uma torcida uniformizada em conformidade com a nação representada pela equipe. A turma responsável pela execução dessa tarefa tem o papel de criar, escolher e confeccionar o melhor uniforme (alegoria) padronizado de acordo com a vontade da maioria da equipe que ela representa.
A organização tem como critério:
·         Sincronia dos movimentos na coreografia;
·         Uniformização dos participantes;
·         Uso de adorno, acessórios e indumentárias;
·         A música e o ritmo coerente com àqueles mais populares daquela nação;
·         Cumprimento dos comandos dos organizadores das torcidas e dos apresentadores do evento; (Arte e Área de Humanas)
Tempo Máximo Apresentação: (2min)

OBSERVAÇÃO: AS EQUIPES DEVEM EVITAR O USO DE JARGÕES, PRINCIPALMENTE, DE TORCIDAS DE FUTEBOL.

2.2.3. Ornamentação de um espaço escolhido pela Comissão Organizadora e separado, exclusivamente, para cada equipe dentro da escola.
       O espaço da ornamentação será distribuído a partir de um sorteio entre as três equipes e/ou se houver entendimento das equipes, poderá ser acordado entre as equipes.
       Poderá ser um mural pintado ou painéis em pano, ou outros materiais com imagens (fotos), mapa com localização e frases que retratem o país; (Linguagens e códigos, Artes e Humanas)
2.2.4. Confeccionar e desfilar com a bandeira do país pesquisado. Podendo haver inovações, como uma coreografia.
Tempo máximo de 5min; (Artes e Humanas)

2.2.5. Desfile apresentando o vestuário da região (país) estudado (a).
Tempo máximo de 5min; (Artes e Humanas)

2.2.6. Apresentação de danças (coreografia) típica dos países escolhidos; (Artes, Ed. Física e Humanas)
Tempo máximo 5min.

2.2.7.Criação de uma paródia defendendo o tema da gincana; (Linguagens e Códigos)
Tempo máximo 5min.

2.2.8. Apresentação de um telejornal, abordando assuntos referentes a política, a economia, a sociedade, a cultura que sejam mais atuaias, incluindo notícias sobre “crise dos alimentos” no referido país. (Linguagens e Códigos e Humanas).
Observação:
O telejornal tem que fazer chamadas no telão aos seus emissários e com cenas das reportagens. Sem erros na transmissão e/ou realizar links ao vivo.
Tempo máximo 10min.

2.2.9. Peça de teatro sobre as realidades peculiares na nação e suas tradições, folclore e/ou História. 
         As falas dos atores poderão ser feitas com o recurso dos microfones portáteis devidamente acoplados.
Tempo máximo 15min. (História)

2.2.10. Organização de uma barraca com comidas típicas de cada país pesquisado, que se encontrará no espaço reservado para cada equipe; (Todas as Ciências)
       Obs.: A comida típica dos países são apenas amostragens.  É importante que a cada dia as barracas tenham novos pratos típicos dos países representados para expor aos jurados e visitantes.

        As barracas venderão outros pratos para os visitantes.

2.2.11. Mesa Redonda – Vai ser emitido um edital complementar sobre a tarefa de Mesa Redonda.

2.2.12. Jogo de Desafios - Vai ser emitido um edital complementar sobre a tarefa de Mesa Redonda.

2.2.13.  – Testemunho de Representantes Quilombolas de Caucaia e/ou Representantes dos Movimentos Negros do Ceará.
Cada equipe deverá trazer um ou mais representante(s) destes segmentos para que faça um breve comentário e/ou testemunho de sua experiência.
Tempo Máximo: 5 min.

2.2.14. – Apresentação da Religiosidade dos países pesquisados.
Os alunos apresentarão as expressões religiosas mais fortes dos países estudados, seus rituais, seus sinais e símbolos, a relação da religião com as questões morais e éticas.
Tempo Máximo: 3 min.

2.2.15. – Apresentação do Garoto e da Garota africanidades.
O critério será a desenvoltura dos jovens na passarela improvisada com o uniforme oficial da equipe. Só podendo ser um representante masculino e outro feminino;
Tempo Máximo: 2 min.
2.2.16. – Elaboração de um vídeo sobre a nação pesquisada.
Os alunos deverão pesquisar e montar um vídeo com suas próprias edições que exponha a nação pesquisada. Quanto mais o vídeo puder retratar a realidade sócio-cultural do país mais pontos obterão.
A montagem do vídeo pode ser com fotos, edição de vídeos anteriores, som, etc.
Mas que o produto final seja o resultado da equipe.
Tempo Máximo: Até 2 min.
3.   DAS PONTUAÇÕES E NOTAS
Em geral, as tarefas terão seus pontos e notas apurados numa escala que vai de 6 a 10.

As tarefas que são apresentadas mais de uma vez durante a gincana terão suas notas e pontos apurados a partir de uma média aritmética.
Tanto a Mesa Redonda, quanto a tarefa do Desafio terão seus pontos e notas apurados com os critérios de primeiro lugar: 10 pontos, segundo lugar: 8 pontos e o terceiro lugar com 6 pontos. Admitindo empates.
4.   CULMINÂNCIA
       Nossa Culminância ocupará, a princípio, três dias (15, 16 e 17 de junho/2011), mas poderá ser acrescentado mais um dia para a apresentação das atividades que foram propostas no Projeto.
       O horário das apresentações está previsto para às 17:30.


EDITAL COMPLEMENTAR
2.2.11. Mesa Redonda
A II mesa redonda, da Gincana Africanidades, baseada no Projeto ONU Jr., tem como objetivo levar os estudantes do Ensino Médio, da Escola Estadual Eliézer de Freitas Guimarães a representar países e órgãos das Nações Unidas em negociações internacionais simuladas.
Os chamados “delegados” devem pesquisar sobre a política externa do país e as funções da comissão que representam. Os participantes poderão conhecer novos países, culturas, costumes, religiões, modelos econômicos e estruturas políticas e sociais; entender a ação política dos Estados no cenário internacional; aprender a diferenciar os interesses do país que lhe for designado de seus interesses e opiniões próprias; e, assim, desenvolver uma opinião mais consciente.

O NÚMERO DE REPRESENTANTES (DELEGADOS) POR EQUIPE.
Cada equipe poderá participar da Mesa Redonda com dois representantes (delegados) que deverão ser informados por escrito até às 16horas do dia 13 de junho de 2011. Não poderão ser substituídos após essa data. Além dos nomes deverá constar a turma e o nº de chamada dos respectivos alunos.

ORGANIZAÇÃO DOS BLOCOS
1º Bloco: Apresentação dos países e seus respectivos representantes (delegados)
A ordem de apresentação será definida por ordem alfabética.

2º Bloco: Perguntas da plenária
Os países serão sabatinados nesse bloco, com 03 rodadas de perguntas, elaboradas pela Comissão da Gincana.
Inicialmente será realizado um sorteio para definir o país que começará a responder a primeira rodada de perguntas, logo em seguida um novo sorteio definirá o segundo país, finalizando a rodada com o país remanescente.

Na segunda rodada de perguntas, o país que abriu o primeiro momento, não participará do sorteio que irá selecionar o país iniciador, posteriormente um novo sorteio definirá o segundo país, finalizando a rodada com o país remanescente.

A última rodada será iniciada com o país que ainda não tinha aberto nenhuma das etapas anteriores, depois um sorteio indicará o próximo país, concluindo o bloco com o país que restou.

Nota: No segundo bloco do encontro, os delegados responderão à mesma pergunta (uma por rodada), em ordem definida pela Comissão da Gincana.

Pergunta: 1 min.
Resposta: 2 min.

3º Bloco: Círculo fechado de perguntas
Sorteio para definir o país que irá iniciar a rodada de perguntas. O país selecionado ficará a vontade para escolher qualquer um dos dois países para fazer uma pergunta. Logo em seguida o país que acabara de responder, obrigatoriamente, deverá fazer uma pergunta para o país remanescente, evitando assim que o círculo de perguntas seja fechado. Este último, ao concluir sua reposta terá como única alternativa elaborar uma pergunta para o país que iniciou o bloco, finalizando a rodada.

Pergunta: 45 seg.
Resposta: 3 min.
Réplica: 45 seg.
Tréplica: 1min. e 30 seg.

Nota: Poderá ser concedido "direito de resposta" ao país que sofreu ofensa de natureza moral ou ideológica (2 minutos), desde que solicitado por seus delegados.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

Será entregue um livrete com todo conteúdo de estudo programático que servirá de consulta para a realização desta tarefa.

2.2.12. Jogo de Desafios
Nesta edição dos jogos de desafios fizemos as seguintes alterações:
I – Serão organizadas 15 questões para serem sorteadas entre as três equipes concorrentes. Destas 15 questões, teremos cinco perguntas relacionadas a cada nação. Contudo, as equipes poderão responder questões de outras nações. Isso dependerá do sorteio.
Parágrafo único:
O sorteio poderá ser feito ou por meio do uso de dispositivo acionado pelo toque, ou seguirá uma alternância de equipes a partir de um único sorteio realizado no início da prova em que os representantes poderão ser numerados como o 1º, o 2º e o 3º lugares.
Em todo o caso a decisão de como será o sorteio dependerá da decisão da Comissão Organizadora que avaliará o melhor método.
II – Não haverá nesta edição a corrida com estouro de balões para escolher a equipe que responderá a pergunta.
III – Haverá o pagamento de prenda para a equipe que errar sua resposta. O cumprimento correto da prenda dará a equipe a metade dos pontos destinado àquela questão.
IV – No caso do não cumprimento da prenda ou sua execução não ter sido a contento, a metade dos pontos serão repassados para as duas equipes concorrentes.
V – É importante compreender que a referência aos pontos só é aplicado à dinâmica da prova para fins de contabilizar a equipe vencedora, mas não será contabilizado pelos jurados. Os jurados apenas anotarão em sua planilha os resultados que serão repassados no final a partir das notas que foram expostas no item 3 deste edital:
Tanto a Mesa Redonda, quanto a tarefa do Desafio terão seus pontos e notas apurados com os critérios de primeiro lugar: 10 pontos, segundo lugar: 8 pontos e o terceiro lugar com 6 pontos. Admitindo empates.
VI – Em função da inviabilidade de fiscalizar os vazamentos de respostas por parte dos integrantes das equipes que estarão no recinto. Ficou decidido que as equipes (torcidas) poderão ajudar seus companheiros e “soprar” as possíveis respostas. A utilização de pesquisas escritas no momento da tarefa fica livre. Acatar ou não as respostas “sopradas” pela sua torcida caberá aos representantes desta tarefa.  
VII – A tarefa terá apenas três representantes por equipe. Mas, poderá ampliar esse número com mais dois alunos, se necessário, exclusivamente para a execução das prendas.
O nome dos três alunos representantes e o nome dos dois alunos ajudantes deverão ser listados e entregue à Comissão Organizadora (prof. Júnior/prof. Kledir) no prazo de até às 16horas do dia 13 de junho de 2011. Não poderão ser substituídos após essa data. Além dos nomes deverá constar a turma e o nº de chamada dos respectivos alunos.
VIII – Após a exibição e leitura da questão a equipe sorteada terá 20 segundos para indicar apenas uma alternativa como resposta. Decorrido o tempo, a equipe cumprirá a prenda respectiva.
IX - As fontes na internet, em livros, revistas, jornais comporão a Bibliografia a ser utilizada para a pesquisa e está elencada abaixo:
FONTES SOBRE ZIMBABWE:

FONTES SOBRE SUDÃO

FONTES SOBRE LÍBIA